A Urticária infantil também denominado por estrófulo, prurigo agudo infantil, prurigo estrófulo e urticária papulosa . As lesões são eritemato-papulosas, com ponto hemorrágico substituído por uma microvesícula. A microvesícula pode romper formando crostra e, às vezes, surge infecção secundária.

É uma dermatose crónica recidivante, frequente, característica das crianças, que se inicia no primeiro ano de vida e desaparece espontaneamente entre os 7 e os 10 anos. Localiza-se na superfície de extensão dos braços e das pernas, cintura, abdómen e região glútea.

(Saiba mais sobre: Dermatose Palmoplantar Juvenil – Tratamento, Causas e Fotos).

É muito típico a afectação das extremidades inferiores, quando as crianças brincam em parques ou no campo, nos meses de primavera e verão. Os recém-nascidos e crianças muito pequenas raramente são afectados, já que a incidência desta patologia é máxima imediatamente antes da puberdade.

Ao longo do tempo, produz-se um fenómeno de tolerância. É rara a existência de sintomas gerais, mas a infecção das lesões devido a rash (alteração da pele) é frequente. Constitui a forma mais frequente de urticária em crianças.

Urticária Infantil
Urticária Infantil

Neste Fórum Abordamos os Seguintes Tópicos

Causas

Produz-se como uma reacção contra as picadas de insectos (concretamemte, supõe-se que seja uma reacção de hipersensibilidade à saliva dos mesmos). É provável que outros factores patogénicos intervenham no aparecimento das lesões: estímulos emocionais, infecções focais, intolerância alimentar, medicamentos.

Sintomas

Os sintoms da urticária infantil são:

– Aparecimento de manchas avermelhadas.
– Coceira ( comichão).
– Ardência e ferroadas (picadas).

Tratamento

– Eliminar ou diminuir a exposição aos insectos (mosquitos), com repelentes e vestuário adequado.
– Eliminar ou diminuir a exposição a aves de capoeira e de pombal.
– Diminuir a exposição aos ácaros.

Tratamento Farmacológico

– Anti-histamínicos por via oral, como dimentidemo ou hidroxizina.
– Desinfecção das lesões escoriadas: povidona iodada, 2 vezes ao dia.
– Eventualmente uso de corticosteróides de baixa potência.
– Se houver impetiginização, devemo fazer tratamento específico.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here