O penfigóide bolhoso é uma doença bolhosa auto-imune que cursa com bolhas subepidérmicas originadas por anticorpos dirigidos contra antigénios dos hemidesmossomas da união dermo-epidérmica. É a doença bolhosa auto-imune mais frequente.

O processo desenvolve-se preferencialmente em idosos como uma erupção generalizada, que começa por placas urticariformes com prurido, sobre as quais se desenvolvem bolhas grandes e tensas, inicialmente de conteúdo seroso, mas que em poucas horas se torna hemorrágico.

Embora qualquer área da superfície corporal possa ser afectada, as grandes flexuras e a parte baixa do tórax e abdómen costumam mostrar lesões mais intensas. As bolhas são mais resistentes do que as do pênfigo vulgar, porque estão cobertas pela epiderme em toda a sua espessura.

Penfigóide Bolhoso

Neste Fórum Abordamos os Seguintes Tópicos

Causas

O penfigóide bolhoso é causado por auto-anticorpos dirigidos contra dois antigénios diferentes dos hemidesmossomas da união dermo-epidérmica.

Sintomas

Os sintomas do penfigóide bolhoso são:

– Aparecimento de bolhas.
– Prurido (coceira ou comichão).

Diagnóstico

O diagnostico do penfigóide bolhoso é feito pelo dermatologista através de uma análise realizada pelo microscópio, onde o dermatologista vai observar a área de pele afectada pelas bolhas.

 Tratamento

Da mesma forma que o pênfigo, o penfigóide bolhoso deve ser referenciado ao dermatologista. Os corticóides
sistémicos constituem o tratamento de eleição do pênfigo bolhoso. Administra-se prednisona, a uma dose inicial de 40-60 mg/dia, durante 2-3 semanas, e depois reduz-se gradualmente. Habitualmente, é necessário manter uma dose manutenção de 10 mg/dia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here