A gengivoestomatite herpética é um infecção na cavidade oral, onde aparece eritema e múltiplas vesículas (bolhas) que se rompem com rapidez, dando lugar a erosões confluentes que se cobrem de uma membrana acinzentada. Nalgumas ocasiões, existem vesículas (bolhas) nos lábios e região perioral (em volta da boca).

Gengivo estomatite hérpica

O período de incubação da gengivoestomatite herpética é de 5-10 dias. É mais frequente em crianças com 1 a 5 anos de idade. Inicia-se com febre alta e odinofagia (dor de garganta) que dificulta a deglutição. Cursa com halitose (mau hálito). Acompanha-se de adenopatias inflamatórias e dolorosas em algumas regiões.

Neste Fórum Abordamos os Seguintes Tópicos

Causas

Habitualmente, é causada pelo vírus herpes simplex tipo 1.

Sintomas

Os sintomas da gengivoestomatite herpética são:

– Febre alta.
– Dor de garganta.
– Dificuldade em engolir.
– Mau hálito.
– Inchaço e dor dos gânglios linfáticos.

Tratamento

– Bochechos ou gargarejos com soluções anti-sépticas (por exemplo: água oxigenada a 50% em água) para evitar sobreinfecções, 3 ou 4 vezes ao dia.

– Para reduzir a dor, bochechos anti-histamínicos com xarope ou anestésicos, como a lidocaína em pomada ou gel a 1 ou 2%.

– A fim de evitar a desidratação, nalguns casos de gengivo-estomatites infantis, deverá instaurar-se hidratação e tratamento parenteral (através de injecção), dado que os doentes não toleram a ingestão.

– Cura-se em 2 semanas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here