Os termos “eczema” ou “dermatite” são sinónimos e referem-se a uma erupção inflamatória da epiderme, aguda ou crónica, caracterizada por vesículas (estádio agudo), eritema, exsudação, formação de crostas, descamação e prurido.

Eczema

Neste Fórum Abordamos os Seguintes Tópicos

Tratamento

O tratamento básico de todos os eczemas é similar e consiste em fomentos e corticóides tópicos, cuja potência e veículo depende da fase cronológica do eczema e da sua localização. Nalguns casos, somar-se-á um anti-histamínico sedativo para diminuir o prurido.Os eczemas muito agudos ou muito extensos podem tratar-se com corticóides orais. A dose recomendada de prednisona oscila entre 0,25-1 mg/kg/dia, em função da extensão e da intensidade do eczema.

Devem administrar-se em dose única de manhã e retirar de forma progressiva, para evitar a recaída. Em caso de sobreinfecção (abundantes crostas amarelas, pústulas), é conveniente administrar antibióticos activos contra estafilococos e estreptococos, como os que são usados na celulite, erisipela ou impetigo.

Fases do Eczema

Eczema Agudo

Predominam sobre uma placa eritemato-edematosa intensa as vesículas ou bolhas e exsudação. O tratamento tópico de fase aguda (lesões húmidas e exsudativas) baseia-se na aplicação de fomentos (compressas embebidas em soluções adstringentes, como o chá de camomila ou em soro fisiológico) sobre a pele afectada, durante 10-30 minutos.

Aplicam-se 3-4 vezes ao dia e, em geral, proporcionam uma melhoria rápida em 24-48 horas. Uma vez controlada a exsudação, utilizar-se-á o mesmo tratamento do que nas lesões subagudas.

Eczema Subagudo

Caracteriza-se pela presença de lesões escamo-crostosas e o seu tratamento baseia-se no uso de corticóides tópicos em preparações pouco gordas, como cremes. A sua potência elege-se em função da localizaçáo da lesão, da extensão da mesma e da idade do doente, embora se tenha de evitar o seu uso prolongado para não causar efeitos secundários.

Nas zonas de pele fina, como a cara, as pregas e a área genital, não devem utilizar-se corticóides de potência elevada, nem prolongar a sua aplicação durante períodos longos, já que podem causar estrias de distensão. Além disso, nos casos em que se administrem corticóides potentes, estes devem aplicar- se durante um número limitado de dias e ir substituindo por outros de potência menor.

Eczema Crónico

Nas lesões de eczema crónico, em que predomina o componente hiperqueratósico, de xerose e de liquenifição, os corticóides deverão ser de potência elevada, em excipientes mais gordos, como as pomadas. Quando a hiperqueratose é importante, como nos eczemas crónicos palmo-plantares, é útil aplicar agentes queratolíticos como o ácido salicílico a 2-5% em vaselina ou ureia a 30-40%.

Classificação dos Eczemas ou Dermatites

– Eczema Atópico ou Dermatite Atópica (Leia mais sobre: Dermatite Atópica – Tratamento, Causas e Tipos).

– Eczema de Contacto Alérgico ou Dermatite de Contacto Alérgica (Leia mais sobre: Dermatite de Contato Alérgica – Tratamento, Causas e Fotos).

– Eczema de Contacto Irritativo ou Dermatite de Contacto Irritativa (Leia mais sobre: Dermatite de Contato Irritativa – Tratamentos, Causas e Sintomas).

– Eczema das Fraldas ou Dermatite das Fraldas (Leia mais sobre: Dermatite das Fraldas (Eritema das Fraldas)

– Eczema Palmoplantar Juvenil ou Dermatose Plamoplantar Juvenil: (Leia mais sobre: Dermatose Palmoplantar Juvenil – Tratamento, Causas e Fotos).

– Eczema Perioral ou Dermatite Perioral: (Leia mais sobre: Dermatite Perioral – Tratamento e Causas).

– Eczema Seborreico ou Dermatite Seborreica: (Leia mais sobre: Dermatite Seborreica – Tratamento, Causas e Sintomas).

– Eczema Seborreico do Couro Cabeludo ou Dermatite Seborreica do Couro Cabeludo: (Leia mais sobre: Dermatite Seborreica do Couro Cabeludo (Caspa)).

– Eczema Venoso ou Dermatite Venosa: (Leia mais sobre: Dermatite Venosa (Dermatite de Estase)).

– Eczema Asteatósico, Eczema Craquelê ou Dermatite Craquelada: trata-se de uma dermite muito pruriginosa que ocorre principalmente no idoso, com um padrão de desidrose (doença de causa desconhecida), especialmente nas pernas.

Alguns factores predisponentes são: idosos sujeitos a banhos muito frequentes, aquecimento central, inverno. Melhora rapidamente com a aplicação de um corticóide tópico 1-2 vezes ao dia, alternado com um creme hidratante. Após 5-7 dias, a melhoria é suficiente para ir diminuindo a aplicação do corticóide e continuar unicamente com o emoliente.

– Eczema Desidrótico (Disidrose) ou Dermatite Desidrótica: (Leia mais sobre: Eczema Desidrótico (Disidrose)).

– Eczema Numular ou Dermatite Numular (Leia mais sobre: Dermatite Numular (Eczema Numular)).

2 COMENTÁRIOS

  1. Bom dia.
    Sou o Francisco e tenho 40 anos.
    Tenho eczema facial que me tira o descanso, com inicio em Março deste ano.
    É incrível mas só aparece na testa, face, pálpebras e pouco no pescoço, (ou seja, na face).
    Ando na consulta de dermatologia e até ver nada!
    Receitou protopic pomada, e anti- histamínicos (Aerius, de manhã e noite, Zyrtec dps do almoço e bilaxten à tarde).
    Tenho tido melhoras, mas nunca superiores a uma semana, depois, lá vêm outra vez as manifestações de irritabilidade, umas vezes leves que dá para ir trabalhar e outras muito fortes que tenho de ficar em casa.
    Vou repetir analises que são dermatológicas, alergológicas, sangue e IGE, que anteriormente deu tudo negativo.
    O meu quarto ganha humidade com frequência e estou a pensar comprar um desumificador, fará mal?
    Será que alguém me pode dar informações, no sentido de me ajudar a ter uma vida normal.
    As melhoras e sucesso para todos!

    Francisco carvalho.

  2. minha filha esta com eczema subagudo a dermatologista passou uma pomada chamada advantan,a doença é nos dois cotovelos e já está cronica, quando paro de passar a pomada volta tudo ,nao sei mais o que fazer,pois uso uma loção muito cara fisiogel ,e também não resolve ando muito chatiada pois o medico descobriu muito tarde esta doenca,

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here